01/08/2009

Quem é esse sujeito?


Estou aceitando nomes, apelidos ou xingamentos para esse personagem.

Os últimos serão os primeiros



Como sabe bem meu amigo Charlie Brown, nem sempre se ganha nessa vida, mas esses dois cartazes ficaram legais a meu ver.

Foram produzidos para o concurso Mostravídeo 2009, do Itaú Cultural.

21/07/2009

El Bolígrafo


trecho de um texto de Emiliano Orlando

"Dicen que la NASA ha invertido millones de dólares en fabricar un bolígrafo que pudiese escribir en gravedad cero. Los científicos e ingenieros se pusieron entonces manos a la obra. La meta: desarrollar un bolígrafo para anotar en la Luna, para viajes futuros. El vehículo: el cerebro. Pasaron meses pero los astronautas, los científicos y los millones de dólares de la NASA parecían no dar los resultados esperados. Diseñar un bolígrafo antigravedad era tan difícil como entender la teoría de la gravedad cuántica, entonces, algunos científicos comenzaron a bajar los brazos.

Fue una noche, cuando uno de los científicos encomendados para diseñar el bolígrafo mencionado, se encontraba encerrado en su estudio, rodeado de hojas, polvo de tizas, y recortes de diarios de la gran hazaña humana, una gran hazaña contrapuesta al bochorno del bolígrafo. Ya sus ojos se cerraban cuando escuchó la inocente voz de su hijo menor: "Papi, ¿qué haces?". "Estoy diseñando un bolígrafo para poder escribir en gravedad cero", dijo el padre, que le gustaba hablarle a su hijo con tecnicismos. "¿Y no pueden llevar un lápiz?", respondió el niño."

19/07/2009

Philip K. Dick por Crumb

Mexendo nas minhas pastas achei essa história do Robert Crumb chamada "The Religious Experience of Philip K. Dick". O desenho é incrível e a experiência religiosa é no mínimo interessante.

Pra ver as páginas em página cheia clique nesse link aqui embaixo.

The Religious Experience - Of Philip K. Dick - Por R. Crumb

sequência panaca

Essa é a primeira das experiências em quadrinhos usando esse cilindro na cabeça.
Eu acho que é a que eu mais gosto também.

17/07/2009

uma fantástica entrevista

"the future of the comics is in the past"
Essa frase e outras tantas bem interessantes estão nessa entrevista de rádio tendo os grandes Charles Burns, falando sobre "Black Hole"e Chris Ware, falando de "Jimmy Corrigan".

09/07/2009

Blake & Mortimer & Jacobs




O belga Edgard P. Jacobs trabalhou no estúdio de Hergé, colorindo e produzindo os fundos de algumas histórias de Tintin até 1947, quando se dedica integralmente a seus personagens Blake & Mortimer. É um legado bem particular, quase uma ramificação - um tanto quanto excêntrica - do estilo desenvolvido pelo mesmo Hergé.


Nos oito álbuns desenhados e escritos por ele se enxerga um pouco da figura que ele era, um homem culto, anglófilo e de desenho refinado. Pra mim seu traço "duro" e o modo travado com que conta histórias tem um sabor especial, é como ver um filme policial da década de 40, uma diversão pop e cult ao mesmo tempo.

03/07/2009

"Poder"


Essa história saiu originalmente na Revista ZE, a última e derradeira edição,"década ZE".

Um braço pendurado



Relembrada recentemente para o camarada Diego Medina, menciono aqui a bizarra história de um ladrão que ao tentar roubar as jóias da Nossa Senhora teve seu braço agarrado pela imagem da santa.

O ladrão ficou no altar até chegar o sacristão que tentou, em vão, arrancar o braço da mão da santa. Nada dela largar, tiveram que serrar o braço dele que está até hoje lá, pendurado.
A foto comprova o fato, afinal, verdade ou não alguém teve o braço cortado e pendurado ali.

Fiz essa tira, onde Kafka encontra o braço na Igreja de São Jacó.

23/06/2009

FOTOS da exposição na ESPM

Dia 24/06/09 abriu a exposição coletiva entre o traço e o espaço, onde eu, Diego Medina, Fabio Zimbres e Indio San, mostramos um pouco dos nossos trabalhos pessoais dentro da ilustração e tambem parte do proceso de criação envolvida nisso.

aqui um PDF com fotos dos trabalhos e da montagem

fotos_entre-e-o-espaco

20/06/2009

PICABU vira mágica III

A capa e a contracapa da Picabu
De Picabú

02/06/2009

PICABU vira mágica I

PICABU vira mágica II


Durante o último mês a revista Picabu esteve me consumindo um bom tempo. Teve a finalização da edição (que pode ser comprada por aqui, 10 reais mais postagem) e o lançamento em Buenos Aires, na Feira Internacional de quadrinhos "Viñetas Sueltas".

Uma prévia do que produzi pra revista segue aqui acima, em versão colorida.
A revista originalmente é toda PB.

26/04/2009

pra essa tira usei esse recurso de "envelhecer" o papel, como se fosse feita há muito tempo.
pergunta pra quem quiser opinar: a tira ganha ou perde usando esse artifício?

25/04/2009

vídeo sensacional

Um grafite "stop motion", feito nos muros de Buenos Aires.


MUTO a wall-painted animation by BLU from blu on Vimeo.

23/03/2009

desenho compridos

Esse desenho comprido só foi possível graças a esses incríveis Moleskines do tipo japonês. Dá pra contar uma história horizontal, ou um sonho, como essa imagem parece pra mim.

Depois de colorir meio que me arrependi, preto e branco tava muito melhor.

19/03/2009

divagando sobre o tema

Mais uma história sobre fazer (ou não fazer) quadrinhos.

-Agora chega, vamos fazer e acabar com a frescura!

15/03/2009

Nik Neves Longe Dos Quadros

Vou postar hoje e durante essa semana histórias autobiográficas, e que tratam do mesmo tema: o desejo e o medo de fazer uma história em quadrinhos.

pra baixar em PDF CLIQUE AQUI

13/03/2009

Satellite of Love

Esse pequeno livro de imagens chamado Satellite of Love fala sobre a solidão dos satélites (e dos homens) que vagam por aí. As imagens do slideshow seguem a ordem do livro.

O texto eu deixei em inglês já que a intenção era encontrar editores fora do país interessados no projeto. Tenho o texto em português caso alguém por aqui se habilite.
Alguém?

arquivo em PDF

09/03/2009

HERE - obra maestra de Richard McGuire


Richard McGuire é pouco conhecido no universo das HQs, talvez seja mais lembrado como ilustrador ou designer. Mas suas contribuições com a revista Raw, no final da década de 80, são razão suficiente para que seu nome esteja entre aqueles autores que renovaram ou reinventaram a linguagem das histórias em quadrinhos.

HERE, mostra um canto de um determinado quarto entre os anos 957 d.C e 2033 d.C.
A maneira com que a narrativa é desmembrada e apresentada, de maneira simultânea e não linear faz com que a leitura percorra outros caminhos e a história ganhe outros (e ilimitados) sentidos.

No número 8 da revista Comic Art um texto de Chris Ware define bem o caráter inovador da história HERE.

"Com "HERE" (...) Richard define um lugar, o despedaça em imagens e então rearranja tudo, passado, presente e futuro (...) retirando o tempo de dentro da página para o colocar diretamente na consciência e (...) no controle do leitor."*


Acho até que a idéia de tempo e espaço simultâneos, apresentada em HERE, deixaria Einstein bem impressionado.

*o texto integral (e em inglês) está nessa edição da revista.

quando eramos Inuteis




Essas são algumas páginas da Edição 6 da Revista Inútil original, feita quando tinha entre 9 e 10 anos de idade.

Numa das páginas uma homenagem ao "Mestre SPILBER", que no momento não conservo tanta admiração como outrora.

26/02/2009

Páginas originais de quadrinhos - um elixir?

Muito do mistério da página impressa é que ela esconde as imperfeições e hesitações do desenho. A mancha apagada, o lápis e o texto reescrito são reduzidos pela arte final. O sabor de ver uma página original de quadrinhos é como um elixir pra preciosistas como eu, afinal lá está o erro, lá está a falha e ela é bem-vinda, já que sem ela aquela arte final não existiria.

Separei algumas imagens em alta resolução em um álbum, tem desde Will Eisner, Chester Gould, Jack Kirby, Robert Crumb, Chris Ware, além da "Piada Mortal".

quem preferir baixar em PDF clique aqui.

Ah! Não esqueçam de dar um ZOOM pra ver as manchas de café nas bordas da página.

16/02/2009

Secret of Drawing - documentário da BBC sobre desenho

Esses documentários se dividem em 4 temas principais (no youtube eram 6 partes de cada, mas ao que parece tiraram do ar, quem viu viu...):

Storylines
: mostra o poder descritivo do desenho dentro dos quadrinhos e storyboards. Nesse primeiro episódio tem uma entrevista com Daniel Clowes.
All in the mind: fala do desenho enquanto representação do pensamento, seja do artista, da criança ou mesmo de pessoas com problemas mentais.
Line of Inquiry: apresenta o quanto o desenho está está presente em toda parte, como ferramenta de representação.
Drawing by design: ótima apresentação sobre o princípio de concepção do desenho para Leonardo da Vinci, além de uma entrevista com um criador de cenários para shows de rock.



O apresentador é bom, apesar do excesso de fleuma britânica. Vale a pena tirar um tempo pra ver com calma. É raro o desenho receber essa merecida atenção em documentários de TV.

08/02/2009

o brasileiro violento



O Brasileiro violento não chega a ser um personagem. É mais um exercício de estilo, com um desenho mais seco e duro, na linha "clássica americana", por assim dizer.

As cores e o traço e o tom da tira são uma homenagem a Daniel Clowes.

12/01/2009

R O B Ô, NIK e o Ordenador

Os 3 desenhos abaixo fazem parte do projeto de Graduação em Desenho no Instituto de Artes da UFRGS.

Como comentei rapidamente antes, os desenhos foram produzidos por um R O B Ô, um operário para ajudar em meus desenhos. O objetivo dele seria simples: produzir com continuidade dentro de uma mesma série de desenhos, reduzindo minha dispersão diante dos vários e possíveis caminhos criativos.

Para tentar entender a interferência deste R O B Ô no meu trabalho fui atrás de alguém que não só olhasse para os desenhos, como olhasse também para mim, o autor. Esse terceiro elemento -- um organizador coerente que irá conectar a idéia com a praxis -- chama-se Ordenador, a peça que faltava para entender cada mecanismo desse processo de trabalho.

Tinhamos ali ao mesmo tempo alguém que fosse analista e organizador, capaz de ligar o criador do conceito (Nik) com a máquina de produzir desenhos (R O B Ô).

Um abraço erótico

07/01/2009


Esse desenho da camareira faz parte do meu projeto de graduação em Artes Visuais na UFRGS, em 2003. Os desenhos foram produzidos por um R O B Ô, e posteriormente foram selecionados pelo Ordenador, que fez uma espécie de curadoria. Eu, obviamente, fiquei com a autoria apesar de problemas (quase judiciais) com o R O B Ô, que exigia parte do crédito.

Separei essa imagem porque o desenho do Cicrano, abaixo, tem algo que ver. Mas o desenho do Cicrano foi feito por mim, o R O B Ô não teve mais nenhuma participação nas minhas criações até agora.

Fulano, Beltrano e Cicrano


Boêmios da noite das grandes cidades brasileiras, Fulano, Beltrano e Cicrano são personagens que estou desenvolvendo. É um pouco como uma homenagem nostalgica a uma época pré-bossa nova, da era do rádio. Os rostos tem algo de Nelson Gonçalves (Beltrano), Silvio Calvas (Fulano) e Jackson do Pandeiro com Adoniran Barbosa (Cicrano).
Acho que dá pano pra manga, mas a história " O túmulo do samba" ainda não está pronta.

Cicrano em momento intimista